segunda-feira, 22 de abril de 2019

SANTA LUZIA: REALIZADO A 4ª EDIÇÃO DO ENCONTRO DE SANTALUZIENSES EM SÃO PAULO


Aconteceu na cidade de São José dos Campos - SP, entre os dias 19, 20 e 21 de abril, a 4º edição o Encontro de Amigos Santaluzienses, o intuito do evento é reunir os conterrâneos que moram na grande São Paulo em um momento de relembrar suas origens, suas histórias e dessa terra maravilhosa que é Santa Luzia. O som ficou por conta de Carlinhos do Axé. 


Em contato com o principal organizador do evento o Luan, o mesmo nos relatou que cerca de 80 pessoas participaram do evento, e que o objetivo primordial é ajudar de forma mútua a todos, vale destacar que o Luan ajuda a escolinha de futebol aqui na cidade comandada por George, aprimorando o trabalho de inclusão social


Vídeo: 


SANTA LUZIA: JOVEM É ENCONTRADO MORTO BOIANDO EM RIO NA REGIÃO DO CÓRREGO VERDE


Foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (22/04), boiando em rio na região do Córrego Verde, um jovem de nome Cássio. Não se sabe o que motivou o crime, o corpo será encaminhado para o IML de Itabuna para saber as causas da morte.

SANTA LUZIA: SELEÇÃO DE HANDEBOL FICA EM 2º EM CAMPEONATO DISPUTADO EM ITAGIBÁ


A cidade de Santa Luzia foi muito bem representado no campeonato de handebol que aconteceu na cidade de Itagibá-BA e contou com seleções regionais como Coaraci, Dário Meira, Santo Antônio de Jesus e Itagibá. 


A seleção da cidade de Santa Luzia ficou em 2º lugar, o melhor resultado da cidade depois da revitalização do esporte na cidade, em menos de 1 ano é o quinto campeonato que participa. 


As lideranças do handebol de Santa Luzia, agradecem aos amigos pelo patrocínio, são eles; Betmenia, Azulim, Cerâmica Pérola, Fernando Brito, Império das Águas, Marcos Cabeleireiro, Felippe Brito, Borges, Pivô, Guthy Reis e Talita Gonzaga.

SANTA LUZIA: YASMIN SILVA É ESCOLHIDA A RAINHA FOBICA 2019

A Rainha Fobica 2019 Yasmim
      
      Foi realizado ontem (21/04), no Boteco do Petisco, o desfile para a escolha da Rainha do Bloco Fobica 2019.


    O Presidente do Bloco Fobica Gilberto Soares, abriu os trabalhos e apresentou as nove candidatas ao título, foram três desfiles no tapete vermelho onde as candidatas usaram três look's diferentes, sendo minuciosamente analisadas em seis (06) quesitos pelos jurados, Tamella Farias, Bruna Kelly, Rayane Louse, Caick Bomfim, Jaine Matos, Gervario Correira e Samuel Gonçalves.




    Depois de uma disputa bem apertada a ganhadora da noite foi Yasmin, seguida respectivamente por Samanta (2º) e Ingrid (3º). Em rede social a vencedora Yasmin fez questão de agradecer pela vitória.


      Destacamos também a presença da Madrinha do Bloco Fobica Tutinha e Rainha LGBT Melissa. 

Na foto: Tutinha (Madrinha), Yasmin ( Rainha 2019) e Melissa ( Rainha LGBT)
    Gilberto Soares conclui o evento com um belo discurso, onde destacou que devamos deixar de lado a politicagem e caminhamos juntos para um futuro melhor, que Santa Luzia e toda a sua linda história é muito maior que todos, agradeceu a presença em massa da população, das concorrentes, dos jurados e a toda a direção organizadora pelo ótimo trabalho. 

  

JOVEM MORRE AFOGADO EM REPRESA EM ITABUNA


Neste domingo, Carlos Daniel Pereira Galdino morreu vítima de afogamento em uma represa localizada no bairro Manoel Leão. A mãe de Carlos Daniel ficou em estado de choque com a notícia. 

A vítima morava no bairro Santa Inês. De acordo com informações de testemunhas, ele tinha acabado de chegar de um "baba" com amigos e decidiu tomar banho nessa represa, quando acabou se afogando. 

O irmão de Caros Daniel ainda tirou o corpo dele da represa e uma equipe do Samu foi acionada, mas o rapaz já foi encontrado sem sinais vitais. 

domingo, 21 de abril de 2019

CIDADE DE SANTA LUZIA ESTÁ ENTRE AS 271 COM ÁGUA CONTAMINADA NA BAHIA, SEGUNDO ESTUDO

Mucugê, São Félix do Coribe, Camaçari e Itapetinga são as mais críticas; Embasa nega contaminação.
Testes realizados pelas empresas de abastecimento de municípios brasileiros mostram que quatro cidades da Bahia consomem um perigoso coquetel com 27 agrotóxicos encontrados na água utilizada pela população. Mucugê, na Chapada Diamantina, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Itapetinga, Centro Sul, e São Félix do Coribe, no Oeste, estão no topo de uma lista de 271 municípios baianos (veja lista no final da matéria) em que se encontrou pelo menos um agrotóxico na água que abastece as torneiras das cidades. 
Obtidos em uma investigação conjunta pela ONG Repórter Brasil, da Agência Pública e da organização suíça Public Eye, os dados dizem respeito ao período entre 2014 e 2017. As informações são parte do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua) do Ministério da Saúde. O estudo detectou em 1.396 municípios no país todos os 27 pesticidas. 
No caso de Mucugê, o CORREIO apurou que o número elevado de agrotóxicos na água pode ter relação direta com as plantações de batata, morango e tomate na região. Moradores, biólogos, profissionais de saúde do município e até agricultores confirmam o problema e começam a ver os reflexos na população. 
“Aqui tem fazendas grandes com plantações que consomem muito agrotóxico. Contamina solo, lençol freático, água para consumo residencial. A gente vê muita gente com alteração de hormônio, tireoide, muita gente hipertensa e diabética. É difícil comprovar que isso tem relação com o consumo da água, mas que se usa muito agrotóxico na região, com certeza”, disse um especialista na área de saúde de Mucugê, que preferiu não se identificar. 
Biólogo e agricultor de Mucugê, Osório Neto diz que a batata, cultura número um da região, junto com as demais, compromete a qualidade da água há muito tempo. “Na realidade os três municípios vizinhos são contaminados com agrotóxicos: Mucugê, Ibicoara e Barra da Estiva. Os agrotóxicos que se usam em batata tem uma concentração maior de agrotóxicos. Isso há muito tempo tá assim. Demorou de estourar”, afirma Osório.  
Por outro lado, o próprio Osório, que é agricultor, garante que usa agrotóxicos ecologicamente corretos, específicos para cada cultura. E observa que o uso desses químicos em plantações está reduzindo. “Os próprios agricultores resolveram mudar isso. As fazendas e grandes empresas deixaram de usar produtos altamente tóxicos, passaram a usar moderadamente e agora estão partindo para outro estágio, como fazer rotação de culturas e usar sementes resistentes”, observa. 
Mas, admite Osório, ainda vai levar muito tempo para que o solo contaminado de Mucugê se livre dos resíduos dos agentes contaminadores. “Os agrotóxicos altamente pesados foram retirados de combate há mais de dez anos. Tinham dois inseticidas aqui que eram terríveis. Eram faixa vermelha. Depois usaram faixa amarela e agora estão usando material resistente. Acontece que os resíduos que ficaram no solo levam décadas para se dissolver”, acredita o biólogo. 
A Estação de Tratamento de Água de Mucugê é de responsabilidade do município. Segundo Edna Moura, bióloga da vigilância sanitária de Mucugê, o município tem a obrigação de fazer coleta de duas amostras de água ao ano, como manda a portaria 2914/2011 – no caso de cidades com menos de 10 mil habitantes, o que não tem ocorrido.
Edna diz que a vigilância tem enviado por conta própria amostras para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), do Governo do Estado. No ano passado, porém, das quatro análises enviadas para o laboratório, Mucugê só teve acesso ao resultado de uma, que não identificou alteração. 
Para Edna, é preciso refazer sempre as análises e cobrar do Lacen que divulgue os resultados. Inclusive, 15 dias atrás, novas amostras para analisar agrotóxicos foram enviadas para laboratório. “O resultado mais recente que eu tenho, que foi do ano passado, deu normal, dentro dos parâmetros. Mas, é preciso refazer essas análises”, diz Edna. “Sabemos que estamos em uma região com grandes plantações de batata, de morango e não podemos descartar contaminação. Essa temática está muito complexa e se coloca atualmente na Bahia inteira", argumenta.
O que assusta é a possibilidade de os males trazidos pelos agrotóxicos estarem agindo de forma silenciosa nas populações, sem que se saiba a origem do problema. “Aqui em Mucugê dificilmente você vê alguém dizer que uma alergia ou qualquer outra doença é fruto do consumo de água com agrotóxico. Claro, tem gente que faz essa ligação. Mas, nunca vi ninguém dizer que vai procurar indenização de alguma empresa por conta disso, por exemplo”, diz o biólogo Osório Neto. 
O farmacêutico bioquímico responsável pelo sistema de tratamento de Mucugê, Luciano Guedes, questionou a credibilidade da pesquisa e destacou que o procedimento realizado na cidade é o padrão.
"Seguimos rigorosamente todos os critérios estabelecidos. Trabalhamos diuturnamente. Testes de controle interno são feitos a cada duas horas e mensalmente a água é passada por testes, com amostras enviadas ao Lacen e ao laboratório vinculado ao município", disse Luciano.
Para discutir o assunto, a Câmara dos Vereadores da cidade receberá nessa segunda-feira (22) uma reunião entre membros da prefeitura, vigilância sanitária e entidades do meio ambiente para discutir soluções acerca do resultado obtido pelo estudo.
"Temos que fazer análises para ter certeza que a pesquisa fala a verdade. Faremos testes padrões para avaliar isso. O nosso levantamento, no entanto, não encontrou a presença de nenhum agrotóxico", disse o farmacêutico.
Risco na torneira


Dos 27 agrotóxicos encontrados pela pesquisa,  16 são classificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como extremamente ou altamente tóxicos e 11 estão associados ao desenvolvimento de doenças crônicas como câncer, malformação fetal, disfunções hormonais e reprodutivas. Importante ressaltar que as quatro cidades atingem o número máximo de agrotóxicos, mas há muitas outras com uma quantidade perigosa de químicos, como Macarani, também no Centro Sul, com 25 agrotóxicos, e até a própria Salvador, com 16 pesticidas. 

O levantamento revela ainda quais químicos estão acima dos níveis permitidos pela legislação do país e pela regulação europeia, que proíbe 21 dos 27 pesticidas encontrados na água dos brasileiros. Mas, ainda que não ultrapassem os limites legais aqui, a preocupação é de que eles juntos atuem como um coquetel nocivo à saúde.
"Mesmo que um agrotóxico não tenha efeito sobre a saúde humana, ele pode ter quando mistura com outra substância", explica Cassiana Montagner, que pesquisa a contaminação da água no Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). "Os agentes químicos são avaliados isoladamente e ignoram os efeitos das misturas que ocorrem na vida real", diz a médica e toxicologista Virginia Dapper. Ambas são fontes no trabalho feito em conjunto pela Repórter Brasil, Agência Pública e organização suíça Public Eye.
Itapetinga


Em Itapetinga, no Centro-Sul da Bahia, foram detectados 27 agrotóxicos, sendo 11 associadas a doenças crônicas como o câncer. A gestão da água e do esgoto é realizada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). O diretor, Alex Dutra, afirmou que o tratamento é "100% seguro e 100% dentro do exigido pelo Ministério da Saúde". Análises são realizadas semestralmente na cidade. Amostras são enviadas para São Paulo.

"Sempre estamos abaixo do nível dos 27 agrotóxicos. Nós fazemos todas as análises sempre e seguimos o recomendado. Se o problema que a entidade sugere é a presença de diversos agrotóxicos em um município, é necessário alterar a exigência do Ministério da Saúde, porque nós seguimos à risca o que eles exigem", opinou.
Dutra afirmou que irá conversar com os representantes da agricultura das cidades de Barra do Choça, Caatiba e de Itapetinga, que são cortados pelo mesmo rio, para verificar os produtos utilizados e buscar melhorias para a população.
Barra do Choça e Caatiba, por exemplo, têm a presença de três agrotóxicos proibidos no Brasil em suas águas, de acordo com o levantamento.
O último relatório de análises da água de Itapetinga foi divulgada no site da cidade. No relatório, todos os agrotóxicos realmente estavam abaixo do nível permitido no país, mas houve a presença dos 27, assim como a pesquisa revelou.
Na Bahia, dos quatro municípios em que foram detectados os 27 agrotóxicos, Camaçari é o único em que se detectou agrotóxicos com concentrações acima do nível permitido no Brasil. Também apenas em Camaçari a Embasa (Empresa Baiana de Água e Saneamento) trata a água. As demais têm gestão própria do abastecimento. Já dentre as 271 cidades com pesticidas a Embasa gerencia a maior parte do fornecimento de água com por exemplo em Salvador. 
Em nota, a Embasa informou que as análises realizadas semestralmente pela empresa no período entre 2014/2018 apresentaram valores que demonstram a inexistência de substâncias presentes em agrotóxicos. “Isso significa que os parâmetros de potabilidade da água distribuída pela empresa estão de acordo com as determinações da Portaria de Consolidação nº 05, anexo XX, de 2017, do Ministério da Saúde”, diz a nota.
A secretaria de Saúde de Camaçari foi procurada pelo CORREIO, mas não respondeu até o fechamento desta reportagem. O município de São Félix de Coribe, que possui o tratamento da água através do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), também foi procurado pelo jornal, mas não deu retorno aos questionamentos da reportagem.
Saúde em alerta


As intoxicações por agrotóxico, em casos graves, podem até gerar coma, parada cardíaca, hemorragia ou perda da visão. Na Bahia, o problema é tratado como uma questão de saúde pública, já que está entre os oito estados do Brasil em consumo do produto.

Os defensivos agrícolas possuem diversos níveis de intoxicação, que podem variar de acordo com a quantidade do produto e tempo de exposição a ele.
O Ministério da Saúde alerta que os venenos podem entrar no corpo por meio de contato com a pele, mucosas, respiração ou ingestão. Os sintomas mais comuns logo após a exposição são mal-estar, dor de cabeça e cansaço. Nos casos mais graves, pode se identificar lesões de pele, tonturas, dificuldade respiratória, podendo ocorrer coma e morte.
Os agroquímicos também podem desenvolver problemas crônicos, que aparecem após algum tempo, como distúrbios como irritabilidade, ansiedade, alterações do sono e da atenção, depressão; dor de cabeça, cansaço, alergias de pele e respiratórias, problemas neurológicos e até alguns tipos de câncer.
O bioquímico Luciano Costa destaca que a presença dos agrotóxicos na água acima do nível permitido pelo Ministério da Saúde pode provocar diversas doenças.
"Funciona como o efeito radioativo, ele vai acumulando no organismo. Ou seja, você pode ter problemas mais graves no futuro quando consome esse tipo de material", disse.
Ele destacou que quanto maior a quantidade ingerida e o tempo de exposição, piores são os sintomas e as consequências para a saúde.
"Não é que a pessoa de imediato vai ter câncer, mas como algumas substâncias são cancerígenas, quando há uma grande exposição, os riscos aumentam", explicou.
A Pública -  Agência de Jornalismo Investigativo - e ONG Repórter Brasil, que pesquisaram os dados de contaminação da água, são organizações especializadas em jornalismo investigativo fundadas em 2011 e 2001, respectivamente. A Pública foi o terceiro veículo de comunicação brasileiro mais premiado em 2016 e já conquistou os principais prêmios de Jornalismo do Brasil a exemplo do Tim Lopes, Petrobras e Vladmir Herzog.
Agronegócio questiona dados de contaminação 
A divulgação, nessa semana,  do resultado do estudo de contaminação de água por agrotóxicos pela Agência Pública, Repórter Brasil e organização Public Eye gerou questionamentos. Além das próprias empresas de tratamento de água desmentirem as informações ou falarem que elas são tendenciosas, associações do setor agrícola também foram contrárias aos dados apresentados.
A Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), por exemplo, afirmou que os dados foram publicados "de forma alarmista" com pesquisas "absolutamente desconhecidas por autoridades nacionais e internacionais".
"A matéria trata de forma cientificamente distorcida a questão do resíduo de agroquímicos na água dos municípios brasileiros, já que apenas 0,3% das análises realizadas estão acima dos valores máximos estabelecidos pelas autoridades brasileiras. O texto importa parâmetros europeus e faz uma análise fora do contexto da realidade brasileira, um país tropical e com mais de 65% do seu território coberto por vegetação nativa", diz a entidade em nota enviada à imprensa.
A entidade destacou que os agrotóxicos passam por aprovação da Anvisa, MAPA E Ibama e estão "entre os produtos mais regulamentados em todo o mundo" e que o processo de desenvolvimento do produto é longo, podendo chegar a 10 anos, justamente por conta da quantidade de pesquisa necessária para produzi-los.
"Cada país estabelece diferentes limites, pois eles também dependem do uso local; por isso comparar regiões globais não é a maneira mais adequada de verificar a qualidade da água. O monitoramento da qualidade da água deve levar em conta o uso e a exposição, ou seja, avaliando-se cientificamente o risco", opinou a entidade.
Sobre o aumento de toxicidade entre mistura de agrotóxicos, a entidade afirmou que "deve-se ponderar que não se pode esperar que os defensivos com diferentes modos de ações para os organismos alvos apresentem toxicidade acumulativa".
O Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Vegetal (Sindiveg), entidade que representa os fabricantes de agrotóxicos, destacou a avaliação já realizada previamente pela Anvisa, Ibama e Ministério da Agricultura.
“Garante que eles são seguros ao trabalhador, população rural e ao meio ambiente sempre que utilizados de acordo com as recomendações técnicas aprovadas e indicadas em suas embalagens”.
“O setor de defensivos agrícolas realiza iniciativas para garantir a aplicação correta de seus produtos, uma vez que alguns problemas estruturais da agricultura como a falta do hábito da leitura de rótulo e bula e analfabetismo no campo trazem um desafio adicional de cumprimento às recomendações de uso”, acrescentou o sindicato.
A Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) informou que só vai se pronunciar sobre o caso após apurar os dados e confrontá-los com outros levantamentos.
A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado da Bahia e a Agência de Defesa Agropecuária da Bahia, órgão do governo estadual, foram procuradas mas em função do feriadão não foram localizados representantes para se posicionar.
Veja a lista das cidades da Bahia que estão com a água contaminada, segundo o estudo:

sábado, 20 de abril de 2019

VÍDEO: HOMEM ATEIA FOGO EM CARRO, ENTRA NO VEÍCULO E MORRE QUEIMADO

O Homem ainda teria sido retirada do veículo pelas pessoas que moram nas proximidades,
mas conseguiu se soltar e voltou para dentro do carro já em chamas, onde ficou até morrer. 




Um homem cometeu suicídio na manhã desta sexta-feira (19), na localidade de Carmolândia, no município de Alcântaras. 

O homem ainda sem identificação ateou fogo em seu veículo GM Celta, depois entrou no carro e permaneceu no interior do veículo até morrer queimado. De acordo com informações de populares, a vítima ainda teria sido retirada do veículo pelas pessoas que moram nas proximidades, mas conseguiu se soltar e voltou para dentro do carro já em chamas, onde ficou até morrer.

 

Fonte: Sobral 24 horas

sexta-feira, 19 de abril de 2019

SANTA LUZIA: PROGRAMA DESPERTAR CAPACITA PROFESSORES DO CAMPO


Aconteceu esta semana, nos dias 16 e 17 de abril do ano em curso. A Formação Estadual do Programa Despertar, para os professores do Campo. O PROGRAMA DESPERTAR que trabalha este ano com o tema: Produção de Alimentos e Sustentabilidade no Campo, veio para mudar a vida das comunidades rurais. A técnica do SENAR Amanda e o instrutor João Guilherme, vieram para somar numa parceria firmada com a Secretaria Municipal de Educação, Prefeitura Municipal de Santa Luzia, Sindicato dos Produtores Rurais com o Sistema FAEB/SENAR. O programa que tem como Coordenadora Municipal: Maria José Medrado Costa.




SANTA LUZIA: REALIZADO A VI CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE


No dia 17/04/2019 (Quarta-Feira), foi realizado na Câmara Municipal de Santa Luzia a VI Conferência Municipal de Saúde. O evento contou com a presença do Prefeito sr. Antônio Guilherme, Vice Prefeito Fernando Brito e demais autoridades locais, além de contar com uma brilhante palestra do Dr. Almir médico cardiologista e diretor assistente do Hospital Costa do Cacau. 


A conferência através da Presidente do conselho Enfª Joyce Costa de Santana e o apoio da Secretaria Municipal de Saúde, abordou como tema central "Democracia e Saúde" além discussões com os eixos temáticos; Saúde com Direito; Consolidação do Sus e Financiamento do Sus. 


Foi realizado também uma eleição dos representantes do município para levar o questionamentos levantados para a conferência Estadual que acontecerá em Salvador no mês de Junho.


SANTA LUZIA: RICARDO SOARES CUMPRE COM A PALAVRA E DISTRIBUI O PEIXE DA SEMANA SANTA

Foi realizado durante todo o dia desta quinta-feira (18/04), a entrega dos peixes da Semana Santa, uma ideia e projeto idealizado pelo grupo de Ricardo Soares.


Em meio a essa tamanha crise, o funcionário público e fundador do Bloco100Traíra RICARDO SOARES, realizou a entrega dos peixes em vários bairro carentes do município entre eles bairro de Quezinho e São Pedro, ação foi prometida por Ricardo no ano passado e devidamente cumprido. 

Hoje quero agradecer a Deus por mais um dia de vida e estou extremamente feliz, a promessa que a gente fez que era um sonho meu foi realizado hoje, que era está doando os peixes. A luta foi grande, o projeto que eu idealizei e que Deus me deu a oportunidade de concluir, agradeço  a Deus, a família e os amigos, foram quase 600 famílias beneficiadas, boa Semana Santa e feliz Páscoa a todos', disse Ricardo Soares.








VÍDEO: 



quinta-feira, 18 de abril de 2019

JOVEM DE 20 ANOS É PRESO SUSPEITO DE MATAR A FACADAS GAROTA DE 15 ANOS

Um jovem de 20 anos foi preso suspeito de esfaquear e matar a companheira, uma adolescente de 15 anos, na cidade de Maragogipe, no recôncavo baiano. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), ele confessou o crime. 

João Marcelo de Castro Carvalho teve mandado de prisão preventiva cumprido após se entregar na delegacia, nesta quarta-feira (17). O crime aconteceu na noite de quinta-feira (11), após uma discussão entre o casal.

A adolescente, identificada como Daiane de Souza Leite, foi agredida e morta dentro de casa, na localidade do Cajá. Depois do crime, João Marcelo saiu da residência levando o filho do casal, que é recém-nascido. Ele entregou a criança a um um vizinho, antes de fugir, informou a polícia. Ele está na Delegacia Territorial de Maragogipe, onde ficará preso à disposição da Justiça.

quarta-feira, 17 de abril de 2019

NOVA VERSÃO WHATSAPP VAI BLOQUEAR PRINT DE CONVERSAS


Lembra quando as pessoas usavam o Snapchat e ficavam preocupadas em printar uma conversa? Parece que este momento está muito perto de chegar para os usuários do WhatsApp. De acordo com uma publicação do site especializado WABetaInfo, a nova atualização do aplicativo de troca de mensagens deve contar com essa funcionalidade: bloquear prints dos chats. 

A novidade, que ainda está apenas em fase de teste e não tem garantia de que será lançada, vem acompanhada do desbloqueio por digital. De acordo com a empresa, os lançamentos vão garantir mais proteção aos dados compartilhados pelos usuários. Para configurar o novo recurso, os usuários precisarão ir até os ajustes de privacidade. 

A plataforma dispõe de quatro modos de duração: "Imediatamente", "Após 1 minuto", "Após 10 minutos" ou "Após 30 minutos". Tudo isso tem o objetivo de garantir mais proteção. Além de impedir capturas de telas das conversas, a versão que está em fase de teste vai trazer as abas "Stickers" e "Emoji" para organizar as imagens divertidas enviadas para os contatos. O primeiro está agrupado nas guias "Favoritos" e "Categorias", que poderiam facilitar a busca no aplicativo. A novidade deve permitir também inserir adesivos em imagens, vídeos e GIFs.

ARATACA: BANDIDOS EXPLODEM CAIXA ELETRÔNICO DO BRADESCO

O caixa eletrônico do Banco Bradesco na Praça Antônio Carlos Magalhães em Arataca foi assaltado na madrugada desta quarta-feira, 17. Segundo as primeiras informações, vários elementos armados  explodiram e danificaram todo o estabelecimento e ainda atiraram contra uma viatura que estava estacionada perto do pelotão.
Bandidos atiraram contra viatura que estava estacionada

De acordo com a polícia, aparentemente, os elementos não conseguiram levar valores. Foram encontrados no local estojos de calibre 12, 380, .40, e 9mm. Os assaltantes fugiram em um veículo Strada preto, sentido ramal de Una. Equipes da Caerc e Rondesp estão em diligências em busca dos bandidos.

terça-feira, 16 de abril de 2019

O QUE O POVO DE ILHÉUS PRECISA SABER

Resultado de imagem para cosme araujo
Acordar, abrir a janela e ver a beleza do mar com águas claras, areia branca e um Deus a nos abençoar. Quem diria que está capitânia seria amada por tantos, sua extensão de terra e a espécie de cultivo trariam dimensões de alimentar um país. E agora? Vivemos relíquias do passado que de passagem, vemos que não sabemos o potencial de cada metro da nossa cidade. Precisamos entender que viver de sonho, não representa voltar ao passado e sim construir um futuro voltado para a melhoria social, política, educacional, assistimos uma queda monstruosa em nossa história, vemos que as lutas existentes tem interesses próprios, não defendemos o crescimento social, vivemos de destruir imagens, desfigurar ações e desqualificar a nós mesmos. Assistimos disputas desinteressantes que nos eleva a qualidade de “povo complicado” no meio político. Precisamos ter um projeto definitivo de verdadeiro amor a essa terra, amor de união, de saber que podemos e precisamos somar as forças acima de tudo, não viver de denegrir, destruir, desestruturar para que o “meu” melhore. 

CONVÊNIO ENTRE VERACEL E UNIVERSIDADE FEDERAL APRESENTA AVANÇOS NA AGRICULTURA FAMILIAR NA REGIÃO

O termo de cooperação firmado entre a Veracel e a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB) em janeiro deste ano, com duração de cinco anos, já apresenta os primeiros resultados. A ação inédita prevê a implantação de um projeto de apoio à agricultura familiar, com base no conceito de agroecologia, e envolve 252 famílias de agricultores familiares residentes no município de Eunápolis.
Esse projeto de cooperação técnica está sendo executado pelo Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA) da UFSB em três fazendas da Veracel Celulose, que fazem parte de um acordo entre a empresa e cinco associações de agricultura familiar. Como parte do projeto, as cinco associações receberão apoio técnico e atividades de pesquisa e extensão desenvolvidas por professores e alunos da Universidade. A área total é de 3.319 hectares, o equivalente a mais de 3.000 campos de futebol.
O projeto prevê a realização de diagnóstico socioeconômico das famílias, avaliação de aptidão das áreas, garantia de segurança alimentar, parcelamento das áreas para que as famílias possam ser destinadas a seus lotes definitivos, conservação de recursos hídricos, transferência de conhecimento, estruturação de arranjos produtivos e a comercialização de produtos. O objetivo é oferecer condições técnicas para a prática da agricultura para que as famílias de pequenos agricultores possam desenvolver suas lavouras de forma sustentável e se tornem proprietárias da terra ao final de 20 anos.
A parceria já rendeu os primeiros frutos. Foi criado um curso de extensão em diagnóstico rural participativo, com 180 horas de aulas. Também foi iniciado o relacionamento com as famílias que serão atendidas. Nesses primeiros três meses, houve reuniões para apresentação das atividades e entendimento sobre o parcelamento das áreas. Segundo Gabriela Narezi, professora da UFSB e coordenadora do projeto, o grande desafio é preparar as condições para uma ocupação das áreas de forma ordenada e responsável.
De acordo com Renato Carneiro, diretor de Sustentabilidade e Relações Corporativas da Veracel, a proposta trará resultados positivos para todos. “As famílias terão acesso ao que melhor existe em termos de conhecimento técnico na área de agricultura familiar e isso deverá contribuir para o incremento da renda das famílias contempladas. Para os professores e alunos da UFSB, será um grande laboratório para o desenvolvimento de estudos, pesquisas e atividades de extensão. E para a Veracel, é uma reafirmação do comprometimento com o desenvolvimento socioeconômico regional”, explica.   
“A Veracel deve ser aplaudida por essa iniciativa, uma vez que põe fim a um conflito em relação à terra que não é bom para nenhum dos lados”, resumiu Eudes Valeriano, presidente da Central Estadual de Associações das Comunidades Tradicionais, da Agricultura Familiar e Campesina da Bahia (Cecaf), que reúne 64 famílias beneficiadas pelo projeto.

segunda-feira, 15 de abril de 2019

FEMINICÍDIO SEGUIDO DE SUICÍDIO CHOCA MORADORES DE CIDADE DO EXTREMO SUL BAIANO


Um episódio violento envolvendo uma família bastante conhecida na cidade, chocou a população de Mucuri na tarde deste sábado (13). De acordo com o site Bahia Extremo Sul, Valdivino Rodrigues Lima (Bedego), 43 anos, matou a esposa Ivonete Augusta dos Santos (Nete) e, em seguida, tirou a própria vida. 

Valdevino utilizou uma faca para matar a esposa e depois cometeu suicídio por enforcamento na cozinha da casa, no bairro Palmeira. Funcionários da Funerária Extremo Sul, onde o casal tinha plano funerário, contou à imprensa que na manhã deste sábado (14), Valdevino esteve na empresa para pagar a mensalidade do plano familiar. 

GOVERNO BAIANO DEFINE NOVO MODELO DE MANEJO DE CULTIVO DE CACAU CABRUCA

O Governo da Bahia publica na próxima semana a portaria que dá novas diretrizes ao manejo de cacau no Sul da Bahia, conhecido como ‘Portaria da Cabruca’. O anúncio foi feito pelo secretário estadual do Meio Ambiente, João Carlos Oliveira, durante palestra sobre políticas públicas para o cacau e incentivos a legislação ambiental, no Chocolat Festival, que acontece até amanhã (14) na Bienal do Ibirapuera, em São Paulo. 

A portaria incentiva a produção de cacau em áreas de mata nativa, com sombreamento, passando da média atual de 300 para 700 pés de cacau por hectare, preservando a Mata Atlântica, um sistema manejo moderno, que vai possibilitar o aumento da produção e da produtividade no Sul da Bahia. “Isso representa um avanço muito grande, era reivindicação dos produtores de cacau, cuja efetivação pelo Governo do Estado se deu num processo de construção coletiva com a participação de pesquisadores e técnicos da Universidade Estadual de Santa Cruz, Inema, Ceplac, Ministério do Meio Ambiente, Secretaria de Meio Ambiente e associações de produtores”, afirma o secretário. 

“O cacau é uma planta conservacionista e graças a esse cultivo o Sul da Bahia possui grandes áreas de Mata Atlântica. É um produto inserido na sustentabilidade econômica, social cultural e ambiental”, finaliza João Carlos Oliveira.

JOVEM MORRE NO HRCC APÓS SER VÍTIMA DE LATROCÍNIO NA RODOVIA UNA-CANAVIEIRAS

Um motociclista de prenome Jackson morreu e seu colega Maicon ficou ferido, após assalto na rodovia Ilhéus-Canavieiras (BA-001), perto da entrada do distrito de Pedras de Una, em Una, na tarde deste domingo (14). 

Bandidos colocaram paus e pedras em uma curva, obrigando o piloto a parar a moto. Houve reação e os assaltantes atiraram atingindo Jackson no tórax. 

Uma ambulância do Samu 192 foi até o local e socorreu a vítima até o Hospital Costa do Cacau, mas na sala de cirurgia o jovem parou de respirar. A dupla sempre saía de Canavieiras para surfar em Ilhéus, aos domingos. A polícia investiga o caso.

DATAFOLHA: 61% DOS BRASILEIROS CONSIDERAM TRABALHO DA LAVA JATO ÓTIMO OU BOM

Levantamento nacional feito pelo instituto Datafolha entre os dias 2 e 3 deste mês e divulgado hoje (14) aponta que a maioria dos brasileiros aprova o trabalho feito pela Operação Lava Jato. 

Dos 2.086 entrevistados em 130 municípios brasileiros, 61% deles consideram ótimo ou bom o andamento da operação. Já outros 18% entendem que o desempenho é regular e 18% o avaliam como ruim ou péssimo.

O levantamento aponta ainda que o índice de ótimo ou bom de apoio aos trabalhos da força-tarefa é maior na região Sul, onde atinge 69%, e menor no Nordeste, onde chega a 53%, mantendo-se, entretanto, como o maior percentual de opiniões. 

sexta-feira, 12 de abril de 2019

VÍDEO: PE. ODENILTON EX-VIGÁRIO DE CAMACÃ, FALECE EM ACIDENTE DE CARRO NO MARANHÃO

O Padre Camacaense Odenilton Oliveira, faleceu na tarde de hoje em um acidente de trânsito quando se dirigia de Grajáu para Imperatriz no Maranhão, estado para o qual Odenilton foi transferido de Camacã no início de 2018. O jovem Padre Palotino estava na Diocese de Grajaú – cidade com pouco mais de 60 mil habitantes – na  Comunidade São João Batista. Em sua última postagem nas redes sociais, Pe. Odenilton agradecia as colaborações para a reforma do teto da Igreja. VEJA O VÍDEO ABAIXO.


A Vocação Palotina, do qual o Odenilton fazia parte, confirmou seu falecimento no Facebook. A comunidade informou que o padre se dirigia a Imperatriz e sofreu acidente de carro.
 VÍDEO POSTADO POR UM INTERNAUTA, MOMENTOS DEPOIS DO ACIDENTE:

SANTA LUZIA: ADOLESCENTE MATEUS É ENCONTRADO EM ESTADO AVANÇADO DE DECOMPOSIÇÃO EM CAFEZAL

Nas primeiras horas da tarde desta sexta-feira (12/04), aos exatos 72 horas do eu desaparecimento, foi encontrado o corpo do adolescente Mateus Gonçalves o ' Piaba' de 16 anos.

O Mateus estava desaparecido desde ás 12:00 horas desta terça-feira (09/04), e depois de familiares e amigos realizarem buscas em meio ao cafezal que fica localizado no bairro José Almeida ( Morro) o mesmo acabou sendo encontrado em estado avançado em decomposição. A Polícia Civil está investigando o caso, através do delegado o DR. Renato Fernandes.

O Corpo será levado para o IML da cidade de Itabuna para que seja feito a necropsia, para descobrir o que levou o adolescente Mateus a óbito. 

SANTA LUZIA: POLÍCIA MILITAR EM PARCERIA COM A PETO PRENDE HOMEM POR TRÁFICO DE DROGAS

Na madrugada desta sexta-feira (12/04), por volta dás 04:00 horas, uma guarnição da Polícia Militar e da PETO 62° CIPM, no intuito de averiguar uma denúncia foi feita uma busca na Rua das Flores, bairro Belanísia.

No momento da averiguação foi encontrado com o jovem Jovane Oliveira França que ao perceber a presença policial efetuou uma fuga para o interior da casa,  sendo interceptado dentro da casa, que após ser feito uma busca rápida no interior da casa foi encontrado em um dos cômodos da residência embaixo do colchão de cama 98 pedras de substâncias análogas a crack, 1 pacote de substâncias análoga a cocaína, 92 trouxas de substâncias análoga a cocaína, 3 pedras grandes de substâncias análoga a maconha prensada, em cima da cômoda foi encontrado 379,35 em notas de 100, 50, 20 e 2 de moeda corrente, o indivíduo de imediato assumiu a propriedade da droga. Foi dado voz de prisão ao indivíduo e conduzido para a delegacia de Santa Luzia para ser adotado as medidas cabíveis

quinta-feira, 11 de abril de 2019

SANTA LUZIA: MATEUS GONÇALVES O 'PIABA' COMPLETA 48 HORAS DESAPARECIDO

O adolescente MATEUS GONÇALVES DO NASCIMENTO, 16 anos, ainda continua desaparecido, segundo informações de familiares o mesmo saiu na terça-feira (09/04) por volta dás 12:00 horas e até agora não deu notícia.


PARA RECEBER BENEFÍCIO DO INSS, MÃE AMPUTA COM MACHADO PÉ DE FILHO DE 3 ANOS

Um menino de três anos teve o pé direito amputado, possivelmente com um machado, na zona rural da cidade de Tabocas do Brejo Velho, Oeste da Bahia.


Segundo a Polícia Civil, a suspeita do crime é a própria mãe da criança, que teria feito isso para o menino ser aposentado por invalidez e receber benefício do governo.

O crime ocorreu domingo passado, Dia das Mães, e só foi descoberto no dia seguinte. A vítima foi operada no Hospital do Oeste, em Barreiras, e não corre risco de morte. O caso foi confirmado pela 26ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin), sediada em Santa Maria da Vitória e com abrangência em Tabocas do Brejo Velho.

O delegado Alessandro Braga, de Santa Maria da Vitória, disse que o caso está sendo apurado desde a quarta-feira (16), quando foi prestada a queixa do crime. Ele não soube informar se a mãe do menino já foi ouvida no caso. O CORREIO não conseguiu contato com a delegacia de Tabocas porque o telefone da unidade está quebrado.

PAU BRASIL: PM PRENDE UM DOS ENVOLVIDOS NO ‘ARRASTÃO’

Na noite da última, terça, 09, um bando armado assaltou várias pessoas nas ruas de Pau Brasil. A notícia se espalhou pelas redes sociais, causando pânico na população. 10 aparelhos celulares foram roubados.

Ontem, 10, a PM informou que estava fazendo ronda na cidade, quando foi informada através de denúncia anônima, sobre a localização de um envolvido nos assaltos.
Por volta das 22:00h a PM se deslocou para a Travessa João Café, na parte alta da cidade, em busca do suspeito. “Na travessa avistamos um suspeito, sendo feita a abordagem e busca pessoal. Jamilson de Jesus Pires, vulgo “JAY”, confessou ter participado do crime junto com “Kaike” e “Dú”, informou a PM.
“O suspeito entregou as roupas utilizadas na noite do crime. Após cessada a diligência, o abordado foi conduzido a delegacia de polícia de Pau Brasil, juntamente com todo o material, sendo o conduzido tendo ficado custodiado na delegacia de polícia civil para adoção das medidas cabíveis”.
A PM continua na ação em busca dos demais suspeitos.
PM – Informações e Denúncias.
Tel:. (73) 3283-1744
Whats App: (73) 99910 7066
Facebook: 62cipm Camacan

quarta-feira, 10 de abril de 2019

JUSSARI: “RAFAEL” MORRE EM CONFRONTO COM A PM


Por volta das 03:00H da madrugada de hoje, 10, um elemento identificado apenas por “Rafael”, trocou tiros com a PM no Bairro Cajazeiras. Rafael  estava na rua e ao avistar a viatura, efetuou disparos contra a guarnição, informou a PM.
Ainda segundo a 62 CPMI em Jussari, na troca de tiros, Rafael foi alvejado: “apesar do socorro prestado, quando o conduzimos para o Hospital Gileno Amado Brandão, infelizmente ele veio a falecer “.
A PM informou ainda que o elemento portava um revólver calibre 32.

MAIS PERIGOSA QUE MARIANA E BRUMADINHO, BARRAGEM É INTERDITADA NA BAHIA POR RISCO DE ROMPIMENTO

A Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRT-BA) interditou, nesta segunda-feira (09), instalações e locais de trabalho de uma barragem de rejeitos de mineração no município de Maiquinique, sudoeste da Bahia, por risco de rompimento e inundação. 

A interdição foi decretada pela Agência Nacional de Mineração (ANM), que classificou a barragem como categoria de risco alto, tornando a represa uma das três de maior ameaça no país. As barragens de Brumadinho e Mariana, onde aconteceram as tragédias que deixaram centenas de mortos em Minas Gerais eram consideradas de risco baixo.

O perigo foi avaliado por auditores-fiscais que constataram a gravidade iminente de acidente de trabalho, que pode resultar em morte ou lesão grave à integridade física ou à saúde de cerca de 150 trabalhadores. De acordo com o relatório técnico de interdição emitido pelos auditores, entre os problemas de segurança e saúde no trabalho está a falta de instrumentos para monitorar a barragem, que tem sinais de falha da estrutura.

O relatório diz ainda que a mineradora Grafite do Brasil tem conhecimento de todas as irregularidades encontradas no local e deixa de adotar as medidas corretivas necessárias. Segundo a SRT, essas medidas são apontadas nas fichas de inspeção feitas por um engenheiro empregado da própria mineradora. A mineradora Grafite do Brasil é formada pelas empresas Samaca Ferros Ltda e Extrativa Metalquímica S/A.